Buscar
  • ViverCiência

Plácido de Castro recebe a mostra Viver Ciência Itinerante

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio do Departamento de Inovação, realizou no município de Plácido de Castro, nesta sexta- feira ,13,  mais uma edição da 3ª mostra da Viver Ciência Itinerante. A programação, realizada na escola Estadual João Ricardo de Freitas, aborda projetos científicos, apresentações culturais, programas de desenvolvimento educacional, com a estimativa da participação de 3 mil alunos.

Nesta edição, a Viver Ciência Itinerante 2019 conta com a participação de 4 escolas da rede pública estadual e 6 escolas da rede municipal. Entre as atividades desenvolvidas está o projeto de Atendimento Educacional para alunos com deficiência, a exposição dos trabalhos da Educação de Jovens e adultos (EJA), e atividades do programa asas da florestania.

“Este ano  buscamos trazer junto com o programa várias atividades inovadoras, como atividades do Sesc, que trouxe consigo o museu da tecnologia, entre outras. Nosso objetivo é procurar contemplar todas a comunidade escolar, para que eles tenham acesso a esse evento de grande importância que é a Viver Ciência”, declarou, Raquelle Nasserala, chefe do Departamento de Inovação.

Com o objetivo de melhor integrar os estudantes na educação, o programa buscar levar conhecimento aos alunos por meio de atividades recreativas. Com isso, uma das novidades desta edição é o Cine Direitos Humanos, o qual exibe, por meio de documentários, temáticas relacionadas aos direitos humanos, abordando temas relevantes em um ambiente educacional.

“Nós buscamos trazer para a Viver Ciência Itinerante temáticas que são necessárias serem trabalhadas com os alunos, para que eles possam ter conhecimento sobre os assuntos como bullying, racismo e preconceito, fazendo-os refletir o quão importante são esses temas atualmente” enfatiza, Irizane Vieira, da Divisão de Educação em Direitos Humanos e Diversidade da SEE.

No leque de atividades desenvolvidas, destacam-se o museu tecnológico, o planetário, jogos educacionais, xadrez, sala de robótica, projetos de experimentos científicos, o programa saúde na ciência, que atende a comunidade escolar ensinado sobre higiene bucal,entre outras.

“Fico muito feliz em ver que esse projeto dá a oportunidade aos nossos alunos colocarem em prática os conteúdos que são passados em sala de aula, além de vivenciarem novas experiências com os projetos da programação”, mencionou Rosalice Moura, atual gestora da escola João Ricardo de Freitas.

Os alunos contam ainda com as apresentações culturais de músicas, peças de teatro, grupos de dança e corais, realizados pelos próprios alunos. “acredito que esse evento  está sendo muito inovador para todos nós. O que mais chamou atenção foi o museu tecnológico, pois é algo novo e que não tem aqui na nossa cidade”, destacou Kevin Alam, aluno do 2° ano da escola João Rodrigues de Freitas

A Viver Ciência Itinerante busca agregar toda rede de educação. Com isso, participaram da programação várias escolas da zona rural, envolvendo alunos e professores de todas as modalidades de ensino.

Em Rio Branco, a 5ª Edição da Viver Ciência, versão de maior amplitude do Viver Ciência Itinerante, está marcada para ocorrer entre os dias 29 e 31 de Outubro no Parque de Exposições da capital acreana.

2 visualizações